A natureza não é muda


23/10/2007 Facebook Twitter LinkedIn Google+ SINCOESP


O Equador está discutindo uma nova Constituição. Entre as propostas, abre-se a possibilidade de reconhecer, pela primeira vez na história, os direitos da natureza. Parece loucura querer que a natureza tenha direitos. Em compensação, parece normal que as grandes empresas dos EUA desfrutem de direitos humanos, conforme foi aprovado pela Suprema Corte, em 1886.

Eduardo Galeano – Brecha


Source: SINCOESP

comentários

WhatsApp chat