Os bastidores da legalização no Senado e Câmara


13/07/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Apesar de ser o primeiro item da ordem do dia plenário do Senado, ainda não existe confirmação da votação do PLS 186/2014 nesta terça-feira (12), a partir das 14h. Os senadores estão divididos sobre legalização de jogos de azar no Brasil, mas existe um viés pela aprovação.

Na semana passada a votação era arriscada, pois a estimativa era que 31 senadores poderiam votar a favor e 29 contrários a proposta. Na noite desta segunda-feira (11), as estimativas eram melhores, mas mesmo assim arriscadas: 36 votos favoráveis, 28 votos contrários, 14 indecisos, 1 abstenção, 1 ausência e 1 voto desempate (Renan Calheiros). Ainda não sabemos se o senador Renan Calheiros vai manter o projeto de lei na pauta ou vai adiar a votação a espera de melhor ambiente político.

***

Foi realizada nesta segunda-feira (11) a reunião programada pelo relator de Plenário do PLS 186/2014, senador Fernando Bezerra com a Polícia Federal para discutir eventuais pleitos e inclusões da instituição no texto da nova lei. Apesar de convidado, o Ministério Público não compareceu. Ao BNL, uma fonte comentou que a reunião foi muito positiva.

***

A eleição do presidente da Câmara dos Deputados, programada para às 16h desta quarta-feira (13), poderá comprometer a reunião da Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos da Câmara dos Deputados, agendada para às 14h do mesmo dia. Tudo indica que a votação do relatório final ficará para depois do recesso parlamentar.

***

O BNL tomou conhecimento que o relator do Marco Regulatório dos Jogos, deputado Guilherme Mussi realizou reuniões neste fim de semana para flexibilizar alguns pontos do seu substitutivo e apresentar emendas de relator.

***

Este é o panorama do momento, mas como dizia o sábio Dr. Ulisses Guimarães: “Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou…”

WhatsApp chat