Dinheiro de loterias reforça capital da Caixa em R$ 2,78 bilhões


09/08/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A Folha de São Paulo informa que a Caixa recebeu um reforço de R$ 2,78 bilhões no seu capital, por meio da incorporação de uma reserva de lucros referente a loterias.

A autorização do presidente interino, Michel Temer, para reforçar o capital do banco estatal foi publicada na última sexta-feira (5) no ‘Diário Oficial da União’. Com isso, o capital social do banco será de R$ 24,84 bilhões.

O capital social é um dos principais fatores que servem de referência para o limite que um banco tem para conceder empréstimos. A nova injeção de recursos permite ao banco, por exemplo, expandir suas operações de crédito em cerca de R$ 25 bilhões.

Ao tomar posse em junho, o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, afirmou que o banco estava em busca de alternativas para reforçar seu capital, mas sem recorrer ao Tesouro Nacional em busca de recursos para manter suas operações.

A Caixa deve divulgar na próxima semana seu balanço do segundo trimestre. Nos três primeiros meses do ano, o banco ampliou seus ativos, enquanto o sistema financeiro nacional, como um todo, encolheu. O desempenho fez com que a instituição ultrapassasse o Itaú-Unibanco e assumisse a posição de segundo maior banco do país, atrás apenas do Banco do Brasil.

O lucro da Caixa, por outro lado, encolheu 46% no primeiro trimestre de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 838 milhões.

Reportagem da Folha publicada em julho mostrou que órgãos de controle apontam uma série de “esqueletos” na contabilidade do banco estatal.

WhatsApp chat
-->