Posse da nova diretoria da FEBRALOT comprova força política dos lotéricos


01/09/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A posse da diretoria da FEBRALOT, realizada na manhã desta terça-feira (30), no Anexo IV da Câmara dos Deputados, comprovou a força política dos empresários lotéricos. Cerca de 150 convidados, sendo 23 deputados federais, um senador, empresários, fornecedores e representantes da Caixa Econômica Federal, compareceram à solenidade para prestigiar a nova direção da Federação para o quadriênio 2016/2020. (confira as fotos da solenidade de posse da nova diretoria da FEBRALOT)

As propostas da nova diretoria

Em seu discurso de posse, o novo presidente da FEBRALOT, Jodismar Amaro destacou a união da categoria em torno de uma chapa única. “A união não foi fruto de interesses pessoais, nem da hegemonia de uns ou fragilidade de outros, mas da necessidade de união de toda a nossa classe em torno da solução dos mais diversos problemas que afligem, angustiam e deprimem o nosso negócio”, comentou.

Sobre a relação com a Caixa Econômica Federal, Jodismar destacou a necessidade de descentralizar a administração e “iniciar uma nova fase de tratamento com os executivos da Caixa Econômica Federal, visando facilitar as tratativas e conquistas dos pleitos já em andamento e os que estão por vir”, registrou. O dirigente também informou que uma das primeiras tarefas da nova diretoria será o reajuste das tarifas. “Precisamos trazer para valores atuais nossas tarifas já bastante defasadas, resultando numa melhor rentabilidade e crescimento do negócio loterias, valorização do trabalho do empresário e investimentos no conforto dos nossos clientes”. 

Jodismar também dirigiu aos parlamentares presentes e informou que a federação apoia o Novo Marco Regulatório dos Jogos. “Há de repensar verticalmente o sistema de loterias no Brasil. A FEBRALOT, em conjunto com os sindicatos nacionais, representantes legais do empresariado lotérico coloca-se a disposição do Congresso, da Caixa e do povo brasileiro todo seu know how e todo o trabalho da sua rede”.

Novo relacionamento com a Caixa

A Caixa foi representada pelo gerente Nacional de Loterias, Edilson Carrogi e pelo novo diretor de Estratégia de Canais e Operações (DESCO), Walter Nunes. O dirigente aproveitou a oportunidade para registrar que tem “uma pauta extensa e desafiadora, mas com condições de avançar”. Nunes comentou que vai implantar um ‘Projeto de Impacto’ para promover a aproximação com a rede lotérica.  

Para reduzir as reclamações que os superintendentes regionais da Caixa não atendem os lotéricos, o dirigente pretende criar um programa de visitas dos 84 SR’s às lotéricas. Também citou como exemplo positivo a iniciativa da SR do Paraná, que promove reuniões mensais com os empresários lotéricos e dirigentes sindicais. Outra iniciativa sugerida foi a visita dos superintendentes, em companhia dos dirigentes sindicais, aos secretários estaduais de segurança. Nunes alertou sobre a defasagem dos convênios e citou como exemplo oito tarifas da Região Nordeste, que gerou um incremento na rede de mais de R$ 1 milhão. Ao finalizar, o novo diretor da área de Canais informou que a primeira reunião com a nova diretoria da FEBRALOT será realizada no dia 14 de setembro na sede da Caixa, em Brasília.

Deputado não empolga com discurso contrário a legalização

Logo após os discursos do presidente e dos vice-presidentes da FEBROLOT, os deputados presentes tiveram a oportunidade de discursar. O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) alertou os lotéricos que a aprovação do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil poderia ser um risco para o negócio dos lotéricos. Segundo o parlamentar, a legalização da ‘jogatina’ (forma pejorativa que o deputado nomina os jogos de azar) poderia representar uma queda na arrecadação da rede lotérica. Mas os empresários, que participaram com sugestões ao texto aprovado na manhã desta terça-feira pela Comissão Especial, ignoraram os alertas do Hauly porque estão convencidos que a proposta, além de melhorar as atuais garantias dos empresários, também representará aumento no faturamento. Após o término da solenidade de posse, a maioria foi para o Plenário 10 do Anexo II acompanhar a votação e aprovação da proposta. Hauly, que prometeu a convocação de uma Comissão Geral (quando o assunto é debatido por favoráveis e contrários no Plenário da Câmara) para discutir o assunto, está cada vez mais patético com seu discurso míope e sem fundamentação contra a legalização dos jogos.
***
Veja em Lotérica: Febralot muda administração para os próximos quatro anos.

*** 

Frente parlamentar dos lotéricos

O Deputado Goulart informou sobre a criação da Frente Parlamentar da Rede Lotérica e convidou os empresários para a solenidade de instalação, que será realizada nesta quinta-feira (1o), às 11h, no Plenário da Câmara dos Deputados.

***

Frente Parlamentar da Rede Lotérica será instalada nesta quinta-feira

A Câmara dos Deputados realiza nesta quinta-feira (1º), às 9h, no Plenário Ulysses Guimarães, Sessão Solene para instalação da ‘Frente Parlamentar da Rede Lotérica’. A iniciativa é do Deputado Antônio Goulart (PSD-SP).

A Federação Brasileira das Empresas Lotéricas – FEBRALOT, sindicatos estaduais e empresários lotéricos prometem comparecer em peso para prestigiar a solenidade.

A formação da Frente Parlamentar é uma maneira de contribuir para o fortalecimento da categoria, e garantir apoio parlamentar para ações futuras.

WhatsApp chat