Governo Temer anuncia concessão ou venda de 34 projetos de infraestrutura, entre eles a LOTEX


15/09/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



O governo Michel Temer anunciou nesta terça-feira (13) a concessão ou venda de 34 projetos nas áreas de energia, aeroportos, rodovias, portos, ferrovias, mineração e loteria. De acordo com o presidente, o pacote tem o objetivo de ampliar os investimentos para reaquecer a economia, em recessão, e estimular a criação de empregos.
A previsão é que parte desses projetos sejam leiloados em 2017 e, outra parte, no primeiro semestre de 2018. As maiores novidades do programa, batizado de Crescer, estão na área de saneamento básico, com a concessão das companhias de água e esgoto em três estados: Pará, Rio de Janeiro e Rondônia. Esses projetos entraram no programa a pedido dos governos estaduais.
O governo também anunciou a venda da Loteria Instantânea Exclusiva (LOTEX), espécie de raspadinha virtual.
De acordo com o secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, a meta do governo é arrecadar R$ 24 bilhões com concessões apenas em 2017.
O governo Michel Temer não deve manter nos próximos leilões a regra de escolha da proposta vencedora pela menor tarifa. Essa regra foi adotada em concessões feitas pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff e permitiu, por exemplo, preços mais baixos de pedágio em rodovias.
Governo vai buscar parceria privada para loterias da Caixa
A LOTEX, braço da Caixa Econômica Federal para loterias instantâneas, está na lista dos negócios para os quais o governo federal vai buscar capital privado no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Na semana passada, uma fonte do governo já havia dito à Reuters que estudava-se buscar um parceiro privado para ter 51 por cento da LOTEX.

WhatsApp chat