MPF/RJ e Movimento Brasil sem Azar realizam debate sobre legalização de jogos de azar


26/11/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Está sendo realizado nesta sexta-feira (25) no auditório da Auditório da Procuradoria da República no Rio de Janeiro o Debate “Legalizar a jogatina é solução para o país?”.

Os custos e prejuízos da legalização dos jogos de azar, previstos em dois projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional (PLC 442/1991 e PLS 186/2014), estão sendo debatidos por membros do MPF e especialistas em economia, gestão pública e saúde.

O debate teve entrada livre e foi o segundo do ciclo “Legalizar a jogatina é solução para o país?”, parceria do movimento Brasil sem Azar com o Ministério Público Federal (MPF) e a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal no Brasil (ANFIP).

O mediador foi o desembargador José Muiños Piñeiro Filho, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) e ex-membro da Comissão de Reforma do Código Penal, que transformou a contravenção do jogo em crime. Constam da programação a palestra do economista Ricardo Gazel, ex-profissional do Federal Reserve Bank e Banco Interamericano de Desenvolvimento, e da psicóloga Suely Sales Guimarães, que há mais de 20 anos atende e estuda compulsões.

WhatsApp chat