‘Vislumbrando as apostas esportivas no regulamentadas no Brasil’


30/11/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Vários painéis da terceira edição do Brazilian Gaming Congress – BgC abordaram as apostas esportivas, sendo que importantes informações foram compartilhadas pelos especialistas. 

O painel ‘Vislumbrando as apostas esportivas no regulamentadas no Brasil’ contou com a participação de Mauro De Fabritiis da LAG e Ludovico Calvi da IGT, com moderação do jornalista James Kilsby da Gambling Compliance.

Durante o painel houve críticas pelo fato de estar previsto no PLS 186/14, que a Caixa Econômica Federal venha a ser a operadora das apostas esportivas no país após a legalização dos jogos.

O representante da IGT, Ludovico Calvi destacou a importância e a necessidade do Brasil ter uma agência reguladora para controlar o jogo legalizado, principalmente as apostas esportivas.

Atualmente, este mercado movimenta anualmente mais de US$ 35 bilhões e no Brasil existem 300 sites de apostas operando na zona cinzenta com servidores instalados aqui ou fora do país.  

Ainda segundo Ludovico, o mercado ilegal de apostas esportivas é muito grande. Outro detalhe é que em todos os mercados existem uma grande convergência dos mercados físicos com o online. “No mundo todo as duas plataformas estão crescendo na mesma proporção”, comentou o representante da IGT.

WhatsApp chat