MG desbanca SP e é o Estado que mais ganhou com os prêmios principais da Mega em 2016


30/12/2016 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Nenhum Estado ganhou tanto dinheiro com a sena da Mega em 2016 quanto Minas Gerais. Foram R$ 209,9 milhões com a premiação principal em sete dos 114 concursos realizados entre 2 de janeiro e 24 de dezembro. Os prêmios foram divididos entre as oito apostas mineiras que conseguiram acertar as seis dezenas nos sorteios.
Nos últimos dois anos,
essa condição pertenceu aos paulistas. O Estado de São Paulo obteve R$ 281,6 milhões em 2014, e R$ 366,9 milhões no ano passado. Em 2016, foram “apenas” R$ 85 milhões, 76% a menos que no ano anterior.
O inverso aconteceu com os mineiros, que ganharam R$ 85,9 milhões em 2014 e “somente” R$ 36,5 milhões em 2015.
No total, a Mega distribuiu R$ 645,8 milhões entre os acertadores da sena este ano. Em 2015, esse valor chegou a R$ 1 bilhão.

Minas Gerais lidera na premiação
Duas apostas foram responsáveis por quase metade do valor conquistado pelos mineiros neste ano. A primeira,
do concurso 1.860, pagou R$ 57,6 milhões para um jogo feito em Juiz de Fora.
Um mês depois, no fim de novembro, a sena esteve novamente com uma aposta de Minas Gerais: R$ 76,5 milhões,
no concurso 1.871. Dessa vez, o jogo havia sido feito em Varginha. Esta premiação, inclusive, tornou-se a nona maior da história dos concursos regulares, sem contabilizar a “Mega da Virada”, que tem regras especiais.
O valor das premiações divulgado pela Caixa é o que os acertadores receberam efetivamente. Ele já desconta os 30% de incidência de IR (Imposto de Renda) que atinge os prêmios cujo valor bruto esteja acima de R$ 1903,98.
Mineiros e paulistas também fazem parte de um grupo que não conta com a participação de quase metade das unidades da federação. Das 27, apenas 14 tiveram apostas que acertaram as seis dezenas sorteadas em algum momento neste ano. Em 2015, o número de Estados sortudos foi um pouco menor: 13.
Mas Pernambuco, por exemplo, que aparece em terceiro na lista de Estados que mais ganharam com a sena da Mega em 2016, só está entre os 14 por causa de uma aposta. Em 20 de abril, um jogo feito em Cabrobó acertou as sena
do concurso 1.810 e levou um prêmio de R$ 92,3 milhões, o maior do ano.
Quanto cada Estado ganhou com a sena da Mega em 2016
1. Minas Gerais: R$ 209.931.926,23 – 8 apostas
2. Rio de Janeiro: R$ 110.790.918,24 – 4 apostas
3. Pernambuco: R$ 92.303.225,84 – 1 aposta
4. São Paulo: R$ 85.029.838,74 – 5 apostas
5. Bahia: R$ 64.021.812,78 – 3 apostas
6. Pará: R$ 30.725.851,95 – 2 apostas
7. Goiás: R$ 29.697.112,87 – 1 aposta
8. Rio Grande do Sul: R$ 27.801.637,78 – 1 aposta
9. Ceará: R$ 27.333.858,49 – 1 aposta
10. Paraná: R$ 23.818.040,93 – 1 aposta
11. Mato Grosso: R$13.771.938,20 – 2 apostas
12. Amazonas: R$12.626.122,54 – 1 aposta
13. Distrito Federal: R$9.543.014,95 – 1 aposta
14. Sergipe: R$2.685.394,05 – 1 aposta
Nem tudo perdido para os paulistas
Minas Gerais, porém, não conseguiu tirar de São Paulo a condição de Estado que mais aposta na Mega.
Segundo a Caixa Econômica Federal, que promove a modalidade lotérica, os paulistas foram responsáveis por 31% das apostas no país em 2016, tal como foi em 2015. Entre elas, estavam as cinco que acertaram a sena este ano.
Os mineiros aparecem na sequência, empatados com os fluminenses, com 10,4% cada.
Ou seja, metade dos 5 milhões de apostas feitas, em média, por concurso na Mega são registradas apenas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minais Gerais.
Participação dos Estados na quantidade de apostas em 2016
1. São Paulo: 31,04%
2. Rio de Janeiro: 10,47%
3. Minas Gerais: 10,41%
4. Paraná: 7,42%
5. Rio Grande do Sul: 5,69%
6. Distrito Federal: 4,45%
7. Bahia: 4,06%
8. Santa Catarina: 3,91%
9. Goiás: 3,41%
10. Espírito Santo: 2,43%
11. Pernambuco: 2,16%
12. Ceará: 2,12%
13. Pará: 1,76%
14. Mato Grosso: 1,73%
15. Mato Grosso do Sul: 1,64%
16. Maranhão: 1,08%
17. Amazonas: 0,98%
18. Rio Grande do Norte: 0,78%
19. Alagoas: 0,77%
20. Paraíba: 0,76%
21. Rondônia: 0,74%
22. Piauí: 0,68%
23. Sergipe: 0,55%
24. Tocantins: 0,48%
25. Acre: 0,18%
26. Amapá: 0,16%
27. Roraima: 0,13%. (Nathan Lopes –
Do UOL, em São Paulo)

WhatsApp chat
-->