Senador Cidinho Santos defende a legalização dos jogos


18/01/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Em entrevista ao Reportér MT, que tratou de temas do cenário político e econômico do Brasil e de Mato Grosso, o senador Cidinho Santos (PR-MT) declarou ser a favor do aumento de oito para 12 horas na jornada de trabalho e também da legalização dos jogos de azar. Segundo ele, ambas as mudanças seriam para contribuir com a arrecadação nacional.

Quanto a legalização dos jogos de azar, à qual a proposta inicial foi apresentada no Senado por Blairo Maggi (PP) que agora exerce o cargo de ministro da Agricultura e Pecuária, Cidinho argumenta que é a oportunidade para que as pessoas saiam do exterior para conhecer o Brasil.

“Existe uma hipocrisia sobre os jogos de azar. Quem não joga aqui vai para o Uruguai, Paraguai ou Las Vegas”.

O republicano saiu em defesa do senador licenciado Blairo Maggi, que foi acusado de criar o projeto em benefício próprio por ter empreendimentos que permitem a implantação dos jogos e, por isso, teria interesse na aprovação da medida.

“No projeto está estabelecido que o agente político e nem os parentes deles não podem ter ligação com jogos de azar”, defendeu. (Repórter MT – Rafael de Sousa)

Comento

O senador Cidinho Santos (PR-MT) votou contra o requerimento do senador Magno Malta (PR-ES), que enviou o PLS 186/14 para ser apreciada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) no dia 14 de dezembro de 2016.

WhatsApp chat
-->