Lilia Cabral viverá viciada em jogos de cartas em novela: “Vai dar trabalho em casa”


16/03/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A coluna do Bruno Astuto na Época Notícias revela que prestes a completar 60 anos, em julho, a atriz Lilia Cabral segue cheia de projetos até o fim de 2017. Ela já está se preparando para interpretar Silvana, uma jogadora compulsiva na novela A força do querer, de Glória Perez, que substituirá A lei do amor. “É um universo novo, vamos ter cuidado com a abordagem, é uma mulher comum que tem esse fraco por jogos”, explica a atriz, que também se programa para voltar aos palcos em Ainda estou aqui, de Marcelo Rubens Paiva, e vai rodar o filme Maria do Caritó. “Tenho uma disposição muito boa, que vem de família”, diz.

É difícil se manter bem aos 59 anos?

Minha alimentação é bem balanceada, mas não tenho nenhuma restrição. Acho que só o fato de não beber e não fumar já me ajuda muito na vida. E a genética da família é uma beleza, somos mulheres que têm a maçãzinha do rosto vermelhinha, sabe? Pratico exercícios, mas não me mato, não.

Como será sua personagem na novela?

Uma compulsiva por jogos. Ela não é viciada nesses de maquininha, bingo, essas coisas. A personagem gosta mesmo é de cartas. É engraçado, porque sou zero envolvida com cassinos, nunca tive intimidade com isso, não tenho nenhuma maniazinha.

Foi divertido o laboratório?

A personagem é maravilhosa: uma arquiteta, que tem um marido, filho, leva uma vida normal, mas vai dar trabalho em casa. Fui jogar carteado, tudo o que se possa imaginar eu aprendi, mas não me viciei (risos). Sei embaralhar muito bem as cartas, jogar pôquer, me garanto mesmo. Vocês vão ver!

Você se preocupa com críticas?

Olha, não me lembro de nenhuma crítica ter me deixado realmente chateada. Acho que é porque sempre falaram bem de mim, não é? Nunca aconteceu o contrário. Eu estudo muito, sempre. Sou danadinha!

Novela terá outra polêmica ao retratar realidade trans

Ainda faltam alguns dias para estrear ‘A força do querer’, nova novela do horário nobre da TV Globo, de autoria de Gloria Perez. Mas antes mesmo de ir ao ar, a trama e a autora já ganham elogios de Beatriz Cordeiro, coordenadora do projeto Damas, idealizado pela coordenadoria especial da diversidade sexual do Rio de Janeiro, por abordar o tema da transexualidade masculina.

A personagem Ivana, interpretada pela atriz Carol Duarte, passará por uma transformação: de mulher a homem trans. Segundo a novelista relatou no Twitter, uma de suas fontes de pesquisa para abordar o tema foi a história de vida do escritor João Nery, de 66 anos, um dos primeiros casos do gênero no país, autor do livro Viagem solitária – Memórias de um transexual 30 anos depois.

Jornalismo e ficção

Se há uma contribuição dela ao gênero, diz Gloria Perez, é justamente a junção entre o jornalismo e a ficção. Conhecida por promover o chamado merchandising social em suas tramas, ela quer mostrar agora, na nova novela, como seus personagens vão atrás do que desejam.

— A vida é um grande embate entre os quereres das pessoas. Hoje, com as redes sociais, está tudo mais exacerbado. Todo mundo ganhou palco para expor suas vontades. E isso gera conflitos, disse Gloria em entrevista ao O Globo.

Com direção artística de Rogério Gomes, a trama de “A força do querer” vai discutir uma série de temas. Além da história mais inusitada da jovem que se vê como uma sereia, a autora vai abordar temas atuais como transexualidade, vício em jogo, ditadura do corpo perfeito, entre outros assuntos.

— Estou falando de tolerância, e a questão dos transexuais é um dos aspectos nos dias de hoje de que não se tem a compreensão. As pessoas têm um entendimento, certo ou errado, justo ou injusto, do que é um gay ou um travesti. Mas ainda confundem o que é um trans.

Comento: se fosse com jogos de azar seria complicado

No dia 24 de janeiro, destacamos neste espaço que a personagem da atriz Lili Cabral seria viciada em jogos de cartas. A nota acima confirma a nossa informação.

Além de todas as dificuldades enfrentadas pela formação conservadora do Congresso Nacional, seria ainda mais difícil adicionar este ‘tempero patológico’ no processo de legalização dos jogos. A novela começa em abri e terminará em novembro.

WhatsApp chat