Agência Fitch antecipa crescimento de 12% no setor do jogo de Macau


02/05/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Jogos,Novidades



Um crescimento mais acelerado do que o esperado do segmento de jogo VIP levou a agência de classificação de crédito Fitch Ratings a rever em alta as previsões para a principal indústria do território. De acordo com a última previsão da Fitch, em 2017 as receitas dos cassinos deverão crescer 12%.

“O crescimento do segmento VIP excedeu as expectativas da Fitch, com uma taxa de 17% no primeiro trimestre face ao ano anterior”, escreveu o analista da Fitch Alex Bumazhny, segundo o portal Calvin Ayre.

“Esperamos uma contribuição equivalente do segmento VIP e do mercado de massas em termos das receitas para alcançar esta previsão de 12% de crescimento”, acrescenta o relatório.

Em relação às razões que levaram a um crescimento tão acentuado, face às expectativas, do segmento de jogo para grandes apostadores, Alex Bumazhny explicou que tal se ficou a dever a duas razões. Por um lado, os cidadãos da República Popular da China começam a ficar acostumados ao clima de campanha contra a corrupção e sentem-se confortáveis a vir ao território. Por outro, o combate no Continente contra as ações de promoção de casinos estrangeiros leva as pessoas a optarem por Macau.

Alex Bumazhny compara igualmente a situação atual do segmento VIP com a vivida em 2010. Nessa altura, sublinha a Fitch, havia uma boa margem para que a indústria continuasse a expandir-se.

Porém, a agência admite que há fragilidades à vista, como uma eventual redução do investimento interno no Continente, que as previsões esperam que tenha uma quebra de 5,7%, no ano passado, para 4,3% neste ano.

No relatório a agência deixa ainda um aviso aos investidores, que se deve ao fato do segmento para grandes apostadores ser por natureza uma área onde a informação nem sempre é totalmente transparente. A Fitch aconselha, assim, cautela: “Dada a natureza opaca do segmento VIP, fazer previsões sobre as receitas brutas do jogo em Macau envolve sempre uma certa dificuldade. Assim, continuamos cautelosos”, avisa o relatório.

Se nem tudo são boas notícias no segmento VIP, no jogo de massas destacam-se aspectos que podem entusiasmar os investidores: o mercado de massas na região Ásia-Pacifico continua por explorar e o consumo interno vive uma fase considerada “saudável”.

Nesse sentido, a agência recorda a importância e o papel que infra-estruturas como a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, o terminal da Taipa e a ligação do comboio ao Aeroporto de Zhuhai podem desempenhar para o crescimento do segmento de massas a longo prazo. (Ponto Final – Macau)

WhatsApp chat