Estudos internacionais sobre o Jogo do Bicho


15/06/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Noticiada na semana passada aqui neste espaço, a tese de doutorado em economia política ‘Beasts of Prey or Rational Animals? – Private Governance in Brazil’s Jogo do Bicho’, apresentada e defendida pelo pesquisador e cientista político paulistano, Danilo Freire, na King’s College de Londres não é a única sobre esta atividade.

Ao longo dos últimos anos o Jogo do Bicho tem sido alvo de vários estudos de renomadas universidades internacionais, além de palestras e livros.

‘O Jogo do Bicho e o mundo popular carioca no início do século XX: mitos e histórias’

Em 2015, a professora da City University of New York, Amy Chazkel, lançou o livro ‘Leis da Sorte: o Jogo do Bicho e a Construção da Vida Pública Urbana’ durante a ‘O Jogo do Bicho e o mundo popular carioca no início do século XX: mitos e histórias’ no Laboratório de Estudos dos Mundos do Trabalho e Movimentos Sociais (LEMT/CPDOC) da Fundação Getúlio Vargas – FGV. O trabalho sobre o jogo do bicho da professora associada de História do Queens College da City University of New York e no CUNY Graduate Center abrange o período da fundação do jogo do bicho até os anos de 1940. A professora pesquisou na Biblioteca Nacional todas as informações relativas ao período da pesquisa, inclusive através dos boletins de ocorrências com as prisões dos apontadores naquela época.

WhatsApp chat