Parceria entre o RioSolidario e a Loterj garante que creches de comunidades recebem investimentos


10/10/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



O presidente da Loteria do Estado do Rio de Janeiro – LOTERJ, Sérgio Ricardo de Almeida, e a presidente do RioSolidario e primeira-dama do Estado, Maria Lucia Horta Jardim, renovaram na sexta-feira (6) a parceria entre as instituições. Com o repasse de recursos da LOTERJ, de cerca de R$ 5,2 milhões, o RioSolidario garantiu a manutenção dos espaços de Educação Infantil da Vila São João, no Complexo da Maré, do Jardim Batan, em Realengo, e da Cidade de Deus, em Jacarepaguá.

– As crianças do RioSolidario são atendidas a partir do quarto mês de vida. As Loterias do Rio são uma importante fonte de arrecadação do estado, que ainda beneficiam instituições como a Apae, Andef, Instituto Pestalozzi e ABBR, através dos nossos tradicionais jogos, como o Rio de Prêmios e a Raspadinha – disse o presidente da LOTERJ, Sérgio Ricardo de Almeida.

200 crianças

Criados a partir de 2009, os espaços de Educação Infantil contam com o fomento da Loterj desde sua instalação. O atendimento é em horário integral e os 150 funcionários são moradores das próprias comunidades. Em cada uma delas, há cerca de 200 crianças que se beneficiam com os cuidados diários, além do material didático e cinco refeições por dia. Ao mesmo tempo em que garantem bem-estar e Educação Infantil às crianças, às mães e responsáveis é dada a possibilidade de se inserir no mercado de trabalho.

– Nesses espaços, as crianças estão protegidas, com todo o cuidado e carinho. Tudo isso se reflete no futuro delas. Há estudos sobre Educação que revelam que 85% das crianças que frequentam uma creche não abandonam o Ensino Fundamental. Isso me sensibiliza para lutarmos cada vez mais – afirmou a presidente do RioSolidario e primeira-dama do Estado.

Loterias: Campanha #Viraojogorio

Na ocasião, que contou ainda com gestores de outras instituições que possuem parceria com a Loterj, foi feito o lançamento da campanha de mobilização pelo direito das loterias dos estados continuarem operando. O #Viraojogorio é uma reação ao Ministério da Fazenda, que cogita extinguir as loterias estaduais. Criada em 1940, a Loterj destina 70% da sua renda a ações sociais, garantindo mais de R$ 20 milhões para creches, asilos e projetos. (Imprensa Governo do Estado do Rio de Janeiro – Bete Nogueira – Foto: André Gomes de Melo)

WhatsApp chat