Rodrigo Maia diz que é a favor da legalização dos jogos


03/12/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



O jornal Valor Econômico revela que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a defender a reforma da Previdência e a necessidade dela também para financiar a segurança pública. “Não tem muito mistério. Ou controlamos os gastos ou todas as fontes de receita que encontrarmos serão engolidas pelos gastos obrigatórios crescentes do Brasil”, afirmou nesta sexta-feira (1º), em seminário sobre segurança pública realizado nesta sexta-feira no Rio de Janeiro.

Maia afirmou que se a questão fiscal dos Estados e da União – e também dos municípios – não for resolvida, em alguns anos, não haverá recursos para saúde, educação ou segurança. “É uma conta muito simples. Se os gastos obrigatórios, principalmente a Previdência continuarem crescendo, por óbvio, e não adianta responsabilizar o teto de gastos. Do ponto de vista do descontrole das contas públicas é irrelevante o teto de gastos”, disse.

“Ou o teto vai impedir os gastos em saúde, educação e segurança, ou a inflação, a hiperflação – a uma futura moratória pela perda de controle da dívida pública – vai resolver o problema”, disse.

Maia também falou sobre uma ideia dos governadores de que a autorização dos jogos de azar no Brasil poderia ser uma alternativa para financiar a segurança pública. Disse ser a favor de autorizar uma estrutura no Brasil semelhante a dos Estados Unidos, com cassinos para impulsionar o turismo, o que seria positivo para o Rio de Janeiro.

Fonte: Valor Econômico

WhatsApp chat