Aplicação em previdência privada pode garantir mordida menor do Leão


22/12/2017 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Os contribuintes precisam colocar as calculadoras para funcionar. Restam poucos dias para tentar garantir uma mordida menor do Leão em 2018. Uma forma simples de fazer isso é aplicar parte das economias em um plano de previdência privada. Os valores depositados em um Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) podem ser deduzidos da base de cálculo do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) em até 12% da renda bruta anual.

“Para uma pessoa com renda anual de R$ 100.000, essa dedução pode significar até R$ 3.300 a menos na hora de pagar o carnê-leão”, explica a diretora de Previdência da CAIXA Seguradora, Rosana Techima. “Além disso, o valor investido não sofrerá incidência de imposto de renda enquanto estiver aplicado. Ou seja, ele vai render ainda mais ao longo do tempo.”

No site da CAIXA Seguradora, os interessados podem fazer simulações para descobrir o quanto vão economizar aplicando em um plano PGBL. O valor anual investido em educação própria, o número de dependentes, o número de dependentes que estudam, o valor anual com despesas médicas e o valor anual com pensão alimentícia também podem ser informados, de modo a obter um resultado o mais próximo possível da declaração do IRPF real.
Fonte: CAIXA

WhatsApp chat
-->