Caixa apresenta nova proposta para a Rede Lotérica


16/04/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Na tarde do dia 10 de abril com a presença de praticamente todos os representantes de sindicatos do Brasil a FEBRALOT e Caixa Econômica Federal, através de sua Gerente Nacional de Gestão Canais Parceiros, Thays Cintra Vieira, reuniram-se para uma nova rodada de negociações referentes ao reajuste de tarifas.

Estas negociações vêm sendo realizadas a pedido dos senadores que acreditam que uma negociação entre as partes seria mais adequada que o PLC, visto que este envolve outras entidades e categorias. O prazo acertado entre a FEBRALOT e os parlamentares para o término das negociações seria o mês de abril e a Federação está cumprindo o combinado.

Mais uma vez, a proposta apresentada pela permitente, apesar de ter sido revista e ampliada, ainda ficou bastante distante dos anseios da categoria. Foi unânime entre todos os representantes sindicais, em suas manifestações, que nestes valores é desnecessário que a mesma seja submetida à apreciação da rede.

A seguir o relato da proposta:

Convênios: Agosto de 2017 = R$ 0,43

Atualmente                           = R$ 0,53

Proposta para abril/2018   = R$ 0,58

Proposta para julho/2018   = R$ 0,63 – Proposta anterior era R$ 0,60.

Boletos CEF e outros bancos:

Atualmente                           = R$ 0,65

Proposta para abril/2018   = R$ 0,67

Proposta para julho/2018   = R$ 0,69

A proposta da CEF também prevê a criação de alguns adicionais:

Sustentabilidade

Para ULs com até 2 TFLs:

Um acréscimo de R$ 0,07 a partir de julho/18 para todas as transações (exceto saldos e jogos).

Produtividade

Para ULs com mais de 2 TFLs:

A partir de julho de 2018 seria estipulada uma meta de 22.000 transações por mês (transações não jogos), oferecendo um adicional para quem atingir esta meta de R$ 0,03 por transação representando para estas ULs um reajuste mínimo de R$ 660,00, porém com um teto máximo de R$ 3.000,00. DF100418-46Segundo dados apresentados pela CEF mais de 60% dos lotéricos com esta quantidade de TFLs já alcançam esta meta e seriam contemplados neste adicional.

Institucional

Para USLs (unidades simplificadas de loterias) que não dispõe do serviço de carro forte. O valor seria ampliado dos atuais R$ 600,00 (limite atual variando de USL para USL) em R$ 400,00 e seria ofertado a 100% das USLs nesta situação.

Também foi estabelecido e será assumido contratualmente que o mês de abril de todos os anos vindouros será o mês onde serão revistos os valores de todas as tarifas baseados nos aumentos dos principais custos levantados por toda categoria com a participação da FEBRALOT nestes estudos.

Devido a recusa desta proposta e ainda dentro do prazo acertado com os senadores, a Caixa ficou de apresentar para as lideranças da categoria uma nova proposta prevista para ser entregue até 20 de abril, pois serão necessários novos levantamentos e avaliações por parte das áreas da gestora envolvidas neste processo.

Após esta reunião, as lideranças sindicais prosseguiram analisando os números apresentados e decidiram, conforme combinado com os senadores, aguardar até o fim de abril por uma proposta mais adequada. Ao término deste prazo, se a proposta estiver muito aquém das expectativas, dará início à mobilização de toda a categoria para conquistar a aprovação do PLC.

A FEBRALOT assume mais uma vez o compromisso de manter a rede informada sobre as propostas que estão sendo discutidas e conforme já mencionado nos comunicados anteriores e caberá a Rede a decisão final sobre a aceitação ou não das propostas.

Fonte: Febralot

WhatsApp chat