Jockey recebe 86ª Grande Prêmio Brasil de Turfe neste domingo


09/06/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Você já falou que determinado time, num campeonato de futebol, era o azarão? Já concorreu a algo e disse “estar no páreo”? Então, parabéns: você pode não estar inserido no universo do turfe, mas de alguma forma o mundo das corridas de cavalo está dentro de você. Algumas das expressões do esporte, que faz parte da história do Rio de Janeiro, acabaram se incorporando ao nosso dia a dia além das já citadas tem “pule de dez”, “barbada”. E o Jockey Club, na Gávea, abre espaço neste domingo para popularizar e democratizar o acesso ao esporte, já que a entrada para o 86º Grande Prêmio Brasil de Turfe é gratuita.

Além dos cavalos, a programação de domingo conta com a transmissão do amistoso Brasil x Áustria, às 11h. Para entrar no clima, camisas da seleção brasileira são liberadas no clube. Não estão liberados o uso de bermuda, camiseta regata, chinelo e camisa de time de futebol (com exceção da camisa da seleção brasileira, no dia 10) ou de cunho político.

“A ideia é mostrar que o turfe não é algo fechado e que as pessoas podem vir ao Jockey Club passear, fazer piquenique, não precisam gastar nada. E turfe é um esporte, não está associado só a jogo, a vício”, faz questão de esclarecer Adriene Trinca, diretora de comunicação e marketing da PMU Brasil, que cuida da gestão e comercialização das apostas do Jockey Club.

No GP, tem mais diversão além do esporte. Vai rolar no clube o Wine Lovers Festival GP, uma feira para quem ama vinho, mas não abre mão da cerveja artesanal e food trucks. É durante o fim de semana: amanhã de 13h à meia-noite, e domingo, de 11h à meia-noite. A partir das 19hs, DJs e banda tomam conta do clube tradicional da Gávea: amanhã tem Som Noir e domingo, Black Monkees. Se você associa o Jockey Club a chapéus sensacionais, prepare-se: vai ter desfile da Denis Linhares Chapelaria no domingo. Para as crianças, o projeto cultural Burburinho estará na Tribuna B no fim de semana, de meio-dia às 20h.

Quanto você quer apostar?

E quanto às corridas? Se você se animar, relaxa é possível fazer apostas até com R$ 2. “Apostas podem ser feitas pelo telefone, pela internet e em pontos de vendas físicos, lojas credenciadas onde é possível também assistir às corridas. Para apostadores iniciantes, há duas boas alternativas: ir até um ponto de venda onde pode contar com a ajuda e as dicas de apostadores mais experientes ou se basear nas indicações dos comentaristas da PMU Brasil”, diz. “Também é importante iniciar com apostas simples, como placê, quando o cavalo escolhido pode chegar em primeiro ou segundo lugar. O mais importante é se divertir. Quando você aposta em um cavalo, você se sente dono dele durante a corrida”.

E qual o principal erro de um apostador? “Jogar fora a pule o bilhete de registro da aposta antes de conferir o resultado. Principalmente quando a pessoa faz um jogo combinando mais de um cavalo. Jogando pela internet isso não acontece, mas presencialmente no Jockey Club ou em um dos 80 pontos da PMU pelo Estado, é bastante comum, como acontece com os bilhetes da Mega Sena, por exemplo”, continua.

Fonte: O Dia

WhatsApp chat