Sorte existe? Então, saiba como ser mais sortudo, segundo a ciência


08/10/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Para cada pessoa que acredita que a sorte exista, há outras tantas que se dizem céticas, “que isso tudo é bobagem”. A ironia é que muitos que dizem não acreditar na sorte muitas vezes acabam sem explicação para combinações incomuns de fatos do dia a dia. Inevitavelmente, todo mundo já se sentiu atravessando fases de sorte ou de azar nos mais variados aspectos da vida.

Mas, afinal, a sorte existe?

Há uma frase de autoria desconhecida – atribuída a esportistas, gurus, pensadores e autores de livros de autoajuda – que diz: “Quanto mais se treina, mais sorte se tem”. Pode parecer um mero clichê, mas esse é basicamente o caminho que a ciência encontra para explicar que, diante dos eventos aleatórios da vida, uma força bastante similar à sorte existe. E que é possível tornar-se, na prática, uma pessoa mais “sortuda”.

Para se alcançar qualquer tipo de sucesso, é preciso que uma sucessão de eventos ocorra em seu favor, como em um efeito borboleta, em que um mínimo detalhe diferente pode mudar tudo, para o bem ou para o mal. Ao longo do caminho, os fatos podem parecer imprevisíveis e aleatórios – e de fato a vida é assim –, mas são nossas decisões e a maneira com que nos relacionamos com os acontecimentos que vão determinar nossa sorte ou azar.

O professor de psicologia inglês Richard Wiseman estudou essas “mágicas” todas para desenvolver o livro Luck Factor (Fator Sorte, em tradução livre). Richard estudou mais de 1.000 pessoas para desenvolver sua pesquisa.

O professor Richard Wiseman

Richard mostra que, seja qual for a raiz de tal tendência, existem pessoas que atravessam impressionantes sucessões de ocorridos “azarados” em suas vidas. Isso, no entanto, não é uma prisão, um destino escrito, mas algo a ser mudado.

“O que o trabalho mostra como um todo é que as pessoas podem mudar sua sorte. Sorte não é algo paranormal na natureza, é algo que nós criamos com nossos pensamentos e comportamentos”, escreve Richard.

Para entender a ciência da sorte, Richard elaborou uma série de experimentos que o levou a conclusões efetivas com o resultado dos participantes. Das 1.000 pessoas que participaram da “Escola da Sorte”, como foi chamado o projeto, 80% afirmaram que a sorte havia crescido. Na média, o crescimento sugerido foi de cerca de 40%.

É bom lembrar que o psicólogo não está só: o economista Robert H. Frank, da Universidade de Cornell, aponta para um caminho semelhante: “Pessoas de sucesso que acham fizeram tudo sozinhas estão provavelmente erradas”. Ainda, nas palavras dele: “Para se ter sucesso, cada um de uma série de pequenos eventos deve ocorrer”. Lembra exatamente a tal teoria do caos (ou efeito borboleta) de que falamos nas linhas anteriores.

Bom, voltando ao professor Richard. Vamos, então, aos pontos fundamentais para que nossa vida seja mais “sortuda”?

Como ser mais sortudo, segundo a ciência:

1. Maximize as oportunidades

Se, afinal, você permanecer na zona de conforto ou trancado em casa, tudo que é novo e incrível estará longe de você. “Pessoas sortudas tentam as coisas. Pessoas azaradas sofrem de paralisia por excesso de análise”, diz Richard.

2. Confie na sua intuição

Pessoas sortudas seguem a intuição em muitas áreas de sua vida. “Quase 90% das pessoas com sorte afirmam confiar em sua intuição em relações pessoais, e quase 80% dizem que isso teve um papel vital em suas escolhas de carreiras”.

3. Seja otimista

Você tem mais chances de tentar coisas novas, agarrar oportunidades e ter sucesso com elas se você acreditar que elas darão certo. “Na média, pessoas sortudas creem que há uma chance de até 90% de terem excelentes dias no próximo feriado, e 84% de chances de alcançarem suas ambições de vida”.

4. Transforme a má sorte em boa sorte

Este talvez seja o ponto mais importante: quem tem sorte não é sortudo o tempo todo – mas eles lidam de forma diferente de quem não tem. Como? Procurando o lado positivo de sua má sorte, trabalhando para que o que aconteceu de ruim aconteça para o melhor, procurando passos construtivos para evitar que infortúnios voltem a acontecer. “Quando as coisas ficam ruins, você tem duas chances: cair ou seguir em frente. Pessoas ‘sortudas’ são muito resilientes”.

De certa forma, a ciência afirma que acreditar que se tem sorte pode ser o caminho não necessariamente para ser sortudo. A ideia de sorte é viver uma vida melhor – e proporcionar mais chances do melhor acontecer.

E, se a sorte é bem-vinda em todas as áreas de nossas vidas, há um símbolo de como a sorte pode mudar tudo radicalmente para melhor: a loteria. E uma novidade das Loterias da Caixa mudou muito a maneira com que a sorte pode te encontrar.

São as Loterias Online da Caixa, que permitem que as apostas nos produtos mais conhecidos, como a Mega-Sena, a Quina, a Lotomania, a Timemania e a Loteca, possam ser feitas da sua casa ou de onde você estiver. A aposta on-line é feita pelo cartão de crédito no site das Loterias Online, com a aposta mínima de R$ 30. Assim, a sorte pode te encontrar onde você estiver com somente alguns cliques.
Fonte: Hypeness

WhatsApp chat