​CAIXA disponibiliza carta de crédito de importação aos seus clientes


16/10/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A CAIXA passa a disponibilizar aos seus clientes o produto carta de crédito de importação, a partir desse mês. A carta funciona como uma garantia, uma espécie de fiança bancária emitida pelo banco em favor de uma empresa exportadora no exterior, facilitando a importação de bens pelo cliente. 

De acordo com o gerente de Gestão de Produtos Corporativos, Rodrigo Pires Tavares, este é mais um produto que a CAIXA disponibiliza às empresas que atuam em comércio exterior, complementando o portfólio do banco neste segmento. “O nosso cliente importador agora tem a CAIXA também como um parceiro que apoia toda a tramitação da importação dos bens e serviços que eles precisam no seu ramo de atuação”.

A Carta de Crédito Importação CAIXA já é emitida nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, onde há um potencial maior de clientes que fazem operações de importação. A intenção da CAIXA, de acordo com Rodrigo Tavares, é cobrir todo o território nacional em 90 dias. 

“Existem vários exportadores no mundo que exigem dos importadores uma garantia bancária antes do embarque da mercadoria no exterior”, explica Rodrigo Tavares. “Empresas importadoras agora contam com a CAIXA para ser o banco que também oferece soluções nesta área. A partir de agora eles vão ter a CAIXA como um parceiro para ter acesso a esse segmento”.

Rodrigo também destaca que a CAIXA tem uma grande rede de bancos parceiros no exterior para viabilizar as operações de crédito à importação e que eles também estão interessados em fomentar o comércio internacional, já que a carta de crédito de importação também gera receita a estas instituições financeiras. Atualmente o maior volume de operações é com a Ásia, Oriente Médio, Europa e Estados Unidos.

No Brasil, o setor de importação movimentou um saldo de US$ 121,226 bilhões até agosto de 2018. “O volume de importação no país tem crescido e isso nos assegura que nós vamos ter muito mercado”, concluiu.

Fluxo da operação
Para obter a carta de crédito de importação, primeiro o cliente define a relação comercial com o exportador. Depois, eles fecham um pré-contrato, com base na fatura comercial, documento similar à nota fiscal brasileira.

No pré-contrato estarão os termos da negociação, como a forma de pagamento, quantidade e características do produto e forma de envio da mercadoria. Este pré-contrato é entregue à CAIXA, que vai avaliar a documentação, recolher as tarifas necessárias e concluir a transação com a instituição financeira lá fora, emitindo uma garantia em favor do banco negociador, no exterior, indicado pelo exportador. 

A comissão cobrada pela CAIXA varia entre 1,5 a 5% aproximadamente sobre o valor da transação. A partir da aprovação da operação, o prazo para emissão da carta de crédito de importação é de 3 a 5 dias úteis. A operação é fechada em dólar americano ou euro, de acordo com a negociação entre importador e exportador.

Cada carta de crédito tem sua própria particularidade e condições diferentes, dependendo do tipo de mercadoria, do país de origem e dos prazos de pagamento. São inúmeras variáveis, e por isso cada carta de crédito tem que ser analisada individualmente. 

As regras para emissão da carta de crédito importação são mundiais. Todos os bancos seguem uma regulamentação única que define quais são as competências e atribuições das instituições financeiras.
Fonte: CAIXA

WhatsApp chat
-->