CAIXA vence Prêmio Aberje de Comunicação 2018


27/11/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



O case da CAIXA sobre o pagamento das contas inativas do FGTS foi escolhido o melhor do ano pelo Prêmio da Associação Brasileira de Comunicação (Aberje), na categoria Comunicação e Relacionamento com a Imprensa. A premiação é uma das mais importantes do país e foi entregue ao banco na noite desta segunda-feira (27), em São Paulo.

A assessoria de imprensa da CAIXA produziu mais de 100 releases para imprensa nacional e regional, 50 reportagens no portal de notícias do banco e 701 posts nas redes sociais. “O prêmio é um reconhecimento pelo empenho e esforço de todos funcionários da CAIXA nessa ação. Mobilizamos empregados em todas regiões do país, foram mais de 100 porta-vozes”, explica Tatiane Oliveira, gerente nacional da assessoria de imprensa da CAIXA.

“A estratégia de comunicação gerou mais de 22 mil matérias em todo Brasil, com retorno de mídia espontânea de mais de R$ 500 milhões”, diz Tatiane. Mas o foco não foi apenas na mediação dos jornalistas para que a informação chegasse ao público-alvo. “A gente conseguiu mobilizar a população com muita informação nas redes sociais, fazendo comunicação direta com o trabalhador”, completa a gerente.

O case vencedor
A CAIXA teve dois meses para resolver a logística de pagar R$44 bilhões a 25 milhões de pessoas. As contas inativas do FGTS aqueceriam a economia brasileira, o que de fato ocorreu, com aumento de 0,61% do PIB brasileiro em 2017. O banco precisava informar a população brasileira sobre o saque e ajudar a operação a ocorrer sem transtornos.

“A CAIXA recebeu o desafio de fazer uma grande mobilização no país inteiro. Nosso objetivo era comunicar toda a população sobre essa ação tão importante. Em potencial, todos os trabalhadores brasileiros eram o público alvo”, explica Hugo Lopes, assessor de imprensa da CAIXA que atuou na estratégia. “Além de informar de maneira clara e objetiva tudo relacionado ao saque das contas inativas do FGTS, precisávamos que essas informações fossem transmitidas e recebidas por todos trabalhadores”, explica Lopes.

Os esforços foram centrados nas redes sociais e no atendimento qualificado à imprensa nacional e regional. Foi criado um comitê com integrantes de todas as áreas da CAIXA envolvidas na operação. A análise do cenário levou à produção diária de conteúdos exclusivos sobre o saque, incluindo lives nas redes sociais. Altos executivos foram deslocados a todas as capitais para conceder entrevistas à imprensa regional.

Em regiões do Brasil onde o acesso à internet não é expressivo, a assessoria de imprensa da CAIXA criou uma grande rede de relacionamento com radialistas, que repercutiram as informações em todo país.

O case da CAIXA já venceu o Prêmio efinance 2018, venceu o prêmio Centro-Oeste de comunicação da Aberje e foi finalista do Lisbon International Advertising Festival, em Lisboa.

Os vencedores do Prêmio Aberje 2018 estão automaticamente classificados para participarem dos “Prêmios Fundacom 2019”, a mais importante premiação internacional a reconhecer as melhores práticas de comunicação, em português e espanhol. A cerimônia acontece no Congresso Iberoamericano de Comunicação Estratégica, o CIBECOM’2019, que será em maio de 2019, em Madri.
Fonte: CAIXA

WhatsApp chat