NBA inova no esporte com primeiro acordo por dados para apostas


01/12/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A National Basketball Association assinou as primeiras parcerias voltadas a dados para jogos de azar dos EUA, entregando a duas empresas o direito de vender as informações mais rápidas e precisas da NBA para casas de apostas de todo o país.

Com contratos idênticos válidos por vários anos, a Genius Sports Group e a Sportradar serão as guardiãs oficiais dos dados de apostas da NBA e da WNBA, servindo como intermediárias entre as ligas americanas de basquete masculino e feminino e as casas de apostas dos EUA.

As condições financeiras não foram divulgadas, mas esses tipos de acordos tendem a figurar entre os mais caros do setor de apostas esportivas. O motivo é a explosão de popularidade das apostas ao vivo, em que os jogadores apostam em pequenas possibilidades dentro de um jogo. Em meio à busca por mais mercados para microapostas – por exemplo, oferecendo apostas sobre o próximo lance livre ou sobre quem cometerá a próxima falta –, as casas de apostas precisam ter acesso a dados mais instantâneos e confiáveis.

“Temos dito consistentemente que queremos que todos os operadores legais usem dados oficiais e essa estrutura garante que haja um mercado competitivo para isso”, disse Scott Kaufman-Ross, vice-presidente de fantasia e jogos da NBA. “Essa é a parte que é única neste acordo, que não é exclusivo — e difere do que tem sido feito com muitas outras ligas em todo o mundo.”

Receita com dados

O crescimento das apostas esportivas legais nos EUA beneficiará ligas e equipes esportivas de várias maneiras, por exemplo com oportunidades de patrocínio e com o aumento do interesse dos fãs e das audiências de TV. Mas se ligas como a NBA não conseguirem convencer os parlamentares estaduais a entregarem a elas uma participação direta de cada dólar apostado em seus jogos, a venda de seus dados oficiais pode ser a forma mais significativa de lucrar diretamente com o novo setor.

No caso da Genius Sports, que tem sede em Londres, o acordo oferece legitimidade ao mercado dos EUA, disse o diretor comercial Jack Davison. A empresa agora trabalhará para tomar os dados brutos da NBA e transformá-los em produtos que as casas de apostas possam oferecer aos apostadores.

“Se entregássemos dados brutos de um jogo da NBA a muitos operadores de apostas esportivas, eles não saberiam de fato o que fazer com eles, porque não têm tecnologia, nem recursos, nem experiência com isso”, disse Davison. “É isso que eles obtêm trabalhando conosco. Estamos somando todo um leque de produtos que transforma dados em tempo real em produto do jogo.”

A Sportradar e a Genius Sports já realizam um extenso trabalho nas principais ligas esportivas dos EUA, com acordos que incluem dados não relacionados a jogos de azar nos EUA, dados de apostas do exterior e serviços de monitoramento que detectam padrões de apostas suspeitas. As duas empresas sofreram recentemente grandes mudanças em suas composições acionárias: a venda de uma participação minoritária avaliou a Sportradar em US$ 2,4 bilhões e a Genius Sports foi vendida à firma de private equity Apax Partners por um valor não revelado.
Fonte: UOL Economia

WhatsApp chat