Loterias Caixa crescem 0,57% no primeiro trimestre de 2019


31/05/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A arrecadação das loterias federais aumentou de R$ 3,28 bilhões para R$ 3,30 bilhões no 1º trimestre de 2019 se comparado com o mesmo período do ano anterior, que representou um aumento de 0,57%. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira através do ‘Boletim de Acompanhamento do Mercado de Loteria – Ano 3 – Edição’ da Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria – SECAP do Ministério da Economia.
Em termos de arrecadação real por produto lotérico verificou-se uma queda expressiva em quase todas as modalidades no primeiro trimestre de 2019. Os dois principais produtos lotéricos da CAIXA, a Mega-Sena e a Lotofácil, tiveram quedas de arrecadação, em termos reais, de 15,6% e 7,5%, respectivamente. Essa queda nos dois produtos foi responsável pela redução de cerca de R$ 131 milhões, em termos reais, na arrecadação dos produtos lotéricos federais. Outro produto lotérico que apresentou uma trajetória declinante de vendas foi o Dia de Sorte, com uma retração, em termos reais, de 54,3% em suas vendas de junho de 2018 a marco de 2019.
Os destaques positivos de arrecadação ficaram por conta da Dupla Sena, Federal e Quina, com aumentos reais de 19,9%, 19,2% e 9,3%, respectivamente.

Do processo de concessão da LOTEX

O Boletim também esclarece sobre o leilão de concessão da Loteria Instantânea Exclusiva (LOTEX), que seria realizado na última terça-feira (28).
Segundo a SECAP, a suspensão foi motivada pela ausência de interessados em um edital “que já́ se arrastava por aproximadamente dois anos”.
Segundo a Secretaria, “nos próximos meses, fará consulta ao mercado e aos órgãos de controle, no sentido de flexibilizar o edital até então vigente para atrair potenciais interessados em operacionalizar a modalidade loteria instantânea em todo o território nacional, com a premissa imprescindível de implantar concorrência no setor nacional de loterias”.
Fonte: BNL Data

WhatsApp chat
-->