Caixa lança linha de crédito com recursos do FGTS para hospitais filantrópicos


07/07/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A CAIXA lançou nesta terça-feira (2) a linha de crédito CAIXA Hospitais FGTS, no âmbito do Programa FGTS Saúde. O lançamento foi feito durante evento da Câmara dos Deputados, em Brasília. No evento, também foi anunciada a redução das taxas de juros da linha com recursos próprios, o CAIXA Hospitais.

A linha com recursos do FGTS permitirá operações de capital de giro com prazos de até 60 meses para pagamento e também uma modalidade para reestruturação de dívidas bancárias dos hospitais, com prazo de pagamento de até 120 meses e taxas de até 11,66% a.a. + TR. O valor disponibilizado pelo FGTS para aplicação na linha em 2019 é de cerca de R$ 3,0 bilhões, sendo que a Lei nº 13.832/19 prevê a disponibilização de recursos até o final do exercício de 2022.

O CAIXA Hospitais (linha com funding próprio) que já possui condições diferenciadas de carência e prazo de pagamento de até 120 meses, passará a ser oferecida com taxas de juros prefixadas a partir de 0,96% a.m., o que propiciará imediato alívio financeiro para os hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, as melhorias anunciadas reforçam a parceria do banco com as Santas Casas e Hospitais filantrópicos. “Os benefícios que apresentamos ratificam a parceria da CAIXA junto aos hospitais e entidades filantrópicas conveniadas ao SUS, com uma carteira de R$ 3,3 bilhões e aproximadamente 70% do crédito destinado a essas instituições”, comentou.

Linha com recursos do FGTS:

A nova linha com recursos do FGTS deriva da Lei nº 8.036, de 11 de maio de 1990, alterada pelas Leis nº 13.778, de 26 de dezembro de 2018 e nº 13.832, de 04 de junho de 2019. A lei possibilita a aplicação de recursos do FGTS em operações de crédito destinadas a entidades hospitalares filantrópicas, bem como a instituições que atuam no campo para pessoas com deficiência, e sem fins lucrativos, que participem de forma complementar do SUS.
Fonte: CAIXA

WhatsApp chat