Portugueses só perdem para os britânicos no ranking de quem mais gasta em apostas online


28/07/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



No Porto, existem 170 jogadores divididos em 25 equipes que se dedicam ao segmento dos jogos de cassino em espaço físico e aplicativos online, que vão desde pôquer até apostas esportivas e bingo eletrônico.

Cerca de 7% da população portuguesa que dedica parte do seu rendimento anual a estes passatempos e, a seguir aos britânicos, são os que gastam mais dinheiro nos jogos online.

No Reino Unido, 17% da população adulta é fã de apostas online e jogos de sorte e de azar.

Se os britânicos e os portugueses são os que têm maior presença no mercado dos apostadores, os italianos são os que dedicam a maior percentagem de rendimento anual aos jogos de sorte e de azar (3,3%). Seguem-se os britânicos (2,8%) e, finalmente, os portugueses (2,4% de rendimento gasto em apostas no espaço de um ano).

De um rendimento de 15 mil euros, 360 euros (2,4%) são gastos em apostas no espaço de um ano. Só em 2018, 125 mil portugueses tornaram-se jogadores em casinos online.

Fabamaq

O software Fabamaq – desenvolvido por esta empresa portuguesa com 170 funcionários – está presente em oito mil máquinas de cassino, a maior parte delas, mais de seis mil, só no continente asiático.

Em 2018, foram efetuadas aproximadamente três bilhões de jogadas, a maioria na Ásia, em aplicativos desenvolvidas por esta empresa.
Fonte: O Mundo em Três Dimensões

WhatsApp chat