Pesquisa revela comportamento dos ganhadores do ‘takarakuji’


02/08/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



O relatório da pesquisa realizada com muitos dos premiados de grandes valores das loterias japonesas em 2018 mostra comportamento desses novos ricos, divulgado na quinta-feira (1º).
Foram 996 entrevistados, sendo que a maioria é do sexo masculino, com 668 pessoas.
Pesquisa revela segredos
Uma das atitudes que mais marcou a pesquisa foi a de comprar os bilhetes logo depois de acontecer algo de bom na vida. Ou seja, quando se está feliz atrai fortuna (15%), depois de visita ao templo ou santuário xintoísta (9%) ou manter a casa e os banheiros limpos (6%).
Os novos afortunados com prêmios superiores a 10 milhões de ienes (cerca de R$ 353 mil) revelaram seus lados supersticiosos, o que os encaminhou para obter o desejado.
Em múltiplas respostas apontaram que depende da sorte (44%), da continuidade na compra (23%) e da inspiração (14%). Mas ainda apareceram respostas como acreditam em sortistas, não perdem um sinal de boa sorte e compram bastante.
Outra informação é que a maioria dos ganhadores leva um tempo para comprar os bilhetes. Depois que ficam sabendo 28% compram entre 2 a 7 dias, enquanto 28% adquirem entre 1 semana a 1 mês.
Pergunta que não quer calar: o que fazem com o prêmio
Em múltiplas respostas a grande parcela (47%) aplica o prêmio na poupança. Entre 11 a 14% compram terrenos e outros imóveis, além de um novo carro, mas também liquidam dívidas e gastam uma parte em viagens.
Em fatias bem pequenas, de 5 a 10%, aplicam em algum plano de investimento, reservam para o estudo dos filhos e gastam em hobbies.
São pouquíssimos os que compram artigos de marca, investem nos seus estudos e desenvolvimento ou se demitem do emprego ou fazem algum procedimento estético, na margem de 0,5 a 2%.
Tempo e sonhos
Tem um detalhe importante desses novos afortunados: 67% tem histórico de 10 anos ou mais de compra de bilhetes e os que foram contemplados na primeira compra são minoria absoluta de 4%.
Uma grande parcela (42%) comprou os bilhetes porque queria continuar sonhando enquanto 29% por inspiração.
Fonte:
Portal Mie

WhatsApp chat
-->