Conheça a proposta de Rodrigo Maia para clubes virarem empresas


06/09/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Os principais dirigentes do futebol paulista se reuniram nesta quinta (5) na sede da Federação Paulista de Futebol para ouvir os principais pontos da proposta de clube-empresa pilotada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.
Além do presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, e do vice Mauro Silva, os presidentes Andrés Sanchez (Corinthians), Carlos Augusto Barros e Silva (São Paulo), José Carlos Peres (Santos) estiveram presentes, e o Palmeiras foi representado pelo advogado do clube, André Sica, já que o evento aconteceu no mesmo horário da apresentação novo treinador do Palmeiras, Mano Menezes.
O deputado Pedro Paulo foi o porta-voz da proposta em nome de Maia, que tocou em três pontos principais para os clubes que aderirem ao formato de clube-empresa:
1) A possibilidade de um novo Refis, com prazo de até 240 meses para saldar as dívidas fiscais.
2) A permissão para os clubes de futebol se beneficiarem da Lei de Incentivo Fiscal, possibilidade atualmente aberta apenas a clubes sociais.
3) Possibilidade dos clubes entrarem com pedido de recuperação judicial.
Em sua explanação para os cartolas presentes, Pedro Paulo ressaltou que a ideia é “construir uma proposta ao Parlamento que ajudará a salvar e profissionalizar muitos clubes, transformando-os em empresas, mas sem perder toda sua história e tradição”.
“Podemos destravar todo o potencial que tem o futebol brasileiro; essa missão me foi dada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que tomou a decisão política de buscarmos uma solução responsável, moderna e efetiva”, explicou o deputado.
Além dos representantes dos quatro grandes, prestigiaram o encontro Gustavo Vieira de Oliveira (Botafogo), Palmeron Mendes Filho e Ricardo Moisés (Guarani), José Armando Abdalla Junior (Ponte Preta) e Ernesto Garcia (Oeste), entre outros.
A federação tem tomado a frente em discussões como alternativas para os clubes lucrarem com a legalização das apostas esportivas, a volta das bebidas ao estádios de futebol etc.
Fonte:
Yahoo Esportes

WhatsApp chat