Turismo de luxo no Brasil será incrementado, afirma ministro


08/12/2019 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Em entrevista à rádio Super 91,7 FM, ontem, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse que o governo fará investimentos no turismo de luxo no Brasil. Entre as propostas anunciadas estão projetos para a construção de portos para atracamento de cruzeiros e a viabilização de cassinos em resorts – que hoje não são permitidos no país.

“Não é liberar o jogo. Então, não vai ter maquininha em boteco ou bingo. Nossa discussão são os resorts integrados, que são grandes complexos de hotéis com shoppings centers, lojas e pouco mais de 2% do espaço é utilizado para cassino”.

Ainda segundo o ministro, a medida vai impulsionar o turismo e gerar emprego e renda para o país. Além disso, a ideia é que parte dos recursos arrecadados na tributação desses empreendimentos seja repassada ao Fundo de Participação de Municípios (FPM), garantindo mais dinheiro às cidades brasileiras.

“Vamos supor que a renda gerada pelos resorts integrados chegue perto de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões. Então, a ideia é fazer um projeto para que esse dinheiro seja (destinado) para o Fundo de Participação dos Municípios, que hoje é de R$ 77 bilhões. Ou seja, mais R$ 20 bilhões, o que representaria um incremento de quase 30% para o FPM”, explicou o ministro.

Marcelo Álvaro Antônio falou ainda sobre a previsão de aumento do fluxo de turistas estrangeiros e domésticos no Brasil em 2020. E, para isso, o ministro citou projetos para melhoria do turismo no país, por meio da integração de modais de transporte, além da construção de rodoviárias e portos para receber cruzeiros na costa brasileira.

“A ideia são 15 portos, sendo que o primeiro já está licenciado em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, e conta com shopping center, lojas, hotel e cinema. Só esse porto de Balneário Camboriú vai atrair mais cinco novos navios para a temporada subsequente à conclusão da obra. Cada navio representa R$ 450 milhões de impacto na economia, além de 4.000 novos empregos. Então, isso é um grande projeto que temos para 2020”, argumentou.

Questionado sobre o metrô do Barreiro, em Belo Horizonte, o ministro afirmou que o recurso para a obra já está reservado. “Em breve, nós vamos anunciar, mas já está garantido o recurso para a linha 2 do metrô do Barreiro. Então, esse sonho que já virou chacota, porque as pessoas nem acreditam mais, vai se concretizar no governo do presidente Jair Bolsonaro”, prometeu.

Já sobre uma eventual troca de partido, após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a criação do Aliança pelo Brasil, Álvaro Antônio afirmou que não deixará o PSL: “Eu tenho um mandato até 2022. Tenho fidelidade partidária, e, por enquanto, eu continuo no PSL”.
Termine de ler na Fonte:  BNL Data

WhatsApp chat
-->