Secretários sugerem ampliar repasse de dinheiro das loterias para segurança


23/01/2020 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



Foi realizado nesta quarta-feira (21) da 76ª Reunião Consesp (Colégio Nacional dos Secretários de Segurança Pública), que teve como objetivo debater assuntos relacionados a ampliação do repasse de verbas destinadas ao FNS (Fundo Nacional de Segurança Pública) e a forma como esse dinheiro chegará aos municípios e aos estados. Uma das sugestões, informou Antônio Carlos Videira em material divulgado pelo governo de Mato Grosso do Sul, foi a ampliação do repasse de recursos das loterias para a área.

Participaram também os secretários de segurança do Distrito Federal, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

“Dentre os assuntos deliberados, aproveitamos a oportunidade para solicitar ao presidente que aumente o percentual dos recursos arrecadados com a Loterias Federais para o Sistema Único de Segurança Pública (Susp)”, disse. O titular da Sejusp citou que também foi solicitada agilidade na liberação para os estados do dinheiro estacionado no FNS.

Bolsonaro diz a secretários que estudará recriação do Ministério da Segurança Pública

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (22), em reunião com secretários estaduais de Segurança, que analisará a recriação do Ministério da Segurança Pública.

Junto com pedidos por mais recursos, a sugestão foi levada a Bolsonaro pelos secretários em audiência com o presidente no Palácio do Planalto. Em resposta, Bolsonaro disse que estudará o tema e dará uma resposta “o mais rápido possível”

O secretário de Segurança da Bahia, Maurício Teles Barbosa, que lidera o colégio nacional de secretários da área, afirmou que seria “oportuno” o estudo pelo governo federal de novas formas de financiamento para o setor. Ele aproveitou a fala para sugerir o retorno de um ministério exclusivo para segurança.

“Temos que tentar de uma certa forma dar um olhar pouco mais próximo à pasta da Segurança para que a gente tenha essas questões sendo tratadas de uma forma direta”, disse Barbosa.
Fonte: BNL Data

WhatsApp chat
-->