Arrecadação da Mega-Sena cai 21% durante isolamento contra covid-19


14/04/2020 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A arrecadação de apostas da Mega-Sena registrou uma queda de 21,5% entre os dias 1º e 28 de março deste ano, em relação ao mesmo mês de 2019. O período coincide com a intensificação das medidas de isolamento da população para combater o avanço do coronavírus no país.
Segundo a Caixa Econômica Federal, a Mega-Sena arrecadou R$ 276.356.628,00 em apostas no último mês. Em março de 2019, a arrecadação foi de R$ 352.043.562,50.
No período de isolamento, a Mega-Sena também registrou o prêmio mais baixo do ano, de R$ 1 milhão, no concurso 2.246, sorteado no último dia 25.
Além da Mega-Sena, os sorteios como a Lotofácil e a Quina têm sido realizados normalmente. Apenas a Loteria Federal e a Loteca foram suspensas, após as restrições para o enfrentamento da pandemia. Outra alteração foi na data do sorteio da Dupla de Páscoa que passou do dia 11 para o dia 25 de abril.
Em muitas cidades, as lotéricas chegaram a fechar. Em outras, como São Paulo, são consideradas serviço essencial e podem funcionar durante a quarentena. O apostador tem a opção de fazer os jogos pelo site de loterias da Caixa.
Prêmio acumulado
A Caixa afirma que é importante considerar o fato de a Mega-Sena ter apresentado dois concursos acumulados em março de 2019, situação que não ocorreu no mesmo período deste ano.
“É importante destacar que o aumento na arrecadação está diretamente relacionado aos grandes prêmios ofertados. Assim, à medida que os concursos vão acumulando, ou seja, quando não há ganhador na faixa principal, o valor de premiação reservada para essa faixa automaticamente é acrescido da faixa principal do próximo concurso. E isso faz com que o prêmio principal cresça gradativamente, pois são esses prêmios elevados que atraem cada vez mais apostadores”, explica a Caixa, em nota.
Fonte: R7

WhatsApp chat
-->