NBA atinge marca histórica com patrocínio


30/06/2021 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Novidades



A NBA registrou uma marca histórica na temporada 2020/2021. Mesmo com a pandemia, a liga bateu US$ 1.46 bilhão em receita de patrocínio, segundo a empresa de inteligência de mercado IEG.
A pandemia fez com que a NBA tivesse uma temporada mais curta, mas a empresa estima que a liga foi capaz de aumentar sua receita em 6%, em comparação com a campanha de 2019/2020.
A IEG destacou que as parcerias de alto nível foram o principal motor do aumento da receita, com a NBA assinando 13 novos aportes. A empresa ainda acrescentou que as receitas com patrocínio aumentaram em quase 50% desde a temporada 2017/18, uma taxa de crescimento que apenas a Major League Soccer (MLS) superou durante o mesmo período.
A categoria que gerou mais retorno para NBA é a de tecnologia, com quase US$ 115 milhões em novos acordos, incluindo a chegada da Microsoft. Loterias e marcas de jogos contribuíram com quase US$ 50 milhões de novas receitas.
Ao todo, a IEG disse que tecnologia, loteria e jogos, telecomunicações, vestuário esportivo e categorias bancárias contribuem agora com mais de US$ 100 milhões de receita anual de patrocínio da NBA.
As categorias mais ativas na liga são seguros, varejo e cerveja e vinho, com 70 negócios individuais. State Farm, Anheuser-Busch e Verizon, são as mais envolvidas, com cada uma delas tendo acordos de patrocínio com pelo menos 20 das franquias da liga.
“A receita de patrocínio da NBA está perto de atingir o patamar da NFL, que teve uma receita total de patrocínio de US$ 1,62 bilhão na última temporada. O poder das estrelas, o número de jogos, a variedade de ativos patrocináveis e a popularidade global da NBA contribuem para o crescimento contínuo da liga”, disse Peter Laatz, diretor administrativo global da IEG.
A IEG também destacou o papel dos patrocínios nas camisas dos times no crescimento da receita da liga. Neste segmento, a receita de patrocínio para a NBA e suas franquias cresceu quase 70% desde a última temporada.
“Algumas equipes estão recebendo mais de US$ 15 milhões por ano por patrocínio nas camisas e isso está próximo dos US$ 30 milhões que um patrocínio de direitos de nome pode trazer anualmente”, acrescentou Laatz.
Fonte:
MKTEsportivo

f